LAAD Expo
LAAD Expo

Mourão destaca na LAAD 2019 que reformas estratégicas vão destravar a economia

*Assuntos fazem parte do VIII Seminário de Segurança LAAD, que acontece durante a LAAD Defence & Security, mais importante feira de defesa e segurança da América Latina, que vai até sexta (5), no RIocentro.

* Presidente em exercício da República, general Hamilton Mourão, participou da cerimônia da abertura do maio encontro de Defesa e Segurança da América Latina, setor que movimenta anualmente cerca de R$ 200 bilhões, o que representa 4% do PIB

*O ministério pretende ser um parceiro dos estados, Distrito Federal e municípios no combate ao crime. É um desafio, mas podemos avançar se agirmos em conjunto”, salientou o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, durante o Seminário de Segurança na LAAD

O presidente da República em exercício, general Hamilton Mourão, participou, na manhã de terça (2), da abertura oficial da LAAD Defence & Security, evento que vai até sexta (5), no Riocentro, no Rio de Janeiro. “É uma honra abrir a mais importante feira de defesa e segurança da América Latina. A relevância do encontro é aferida pela presença das autoridades e expositores, que apresentam o que há no estado da arte de segurança e defesa. A arte da guerra nada mais é que a continuação da política por outros meios, como afirmava Clausewitz”, ressaltou.

Mourão aproveitou a oportunidade para revelar otimismo com o futuro do país. “O presidente Jair Bolsonaro está empenhado em concretizar as reformas estratégicas para destravar nossa economia e consolidar o livre mercado. Creio que nos próximos meses teremos a aprovação das reformas da previdência e tributária”, salientou. O general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, que foi o comandante do Exército Brasileiro entre 2015 e 2019, também participou da cerimônia de abertura e recebeu uma saudação especial do presidente em exercício: “Quero saudar o meu eterno comandante. Líder!”.

Corvetas

Mourão participou, também, da assinatura de Declaração da Melhor Oferta com o consórcio selecionado para o Projeto de Obtenção das Corvetas Classe Tamandaré. O ato aconteceu no estande da Marinha do Brasil na LAAD Defence & Security. O consórcio Águas Azuis é formado pelas empresas Atech Negócios em Tecnologias, Embraer, Thyssenkrupp Marine Systems GmbH alcançou, na fase de seleção, os índices de Conteúdo Local de 31,6% para o primeiro navio e média de 41% para os demais navios da série.

Autoridades e lideranças ressaltam a importância da LAAD Defence & Security
Autoridades e lideranças que estiveram no Riocentro no primeiro dia da LAAD Defence & Security destacaram a importância do evento para o crescimento da indústria da Defesa e da Segurança no país. “A LAAD é essencial para atrair investimentos e fomentar negócios. A indústria do segmento gera 60 mil empregos diretos e 40 mil indiretos. Além disso, o evento promove o seminário que discute soluções para o setor”, apontou o ministro da Defesa, Fernando Azevedo e Silva.

O diretor da Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (Abimde), Roberto Gallo, apresentou números que reforçam o papel estratégico da feira: “A indústria da defesa movimenta anualmente cerca de R$ 200 bilhões, o que representa 4% do PIB. Isso explica o tamanho e importância da LAAD. Representamos 200 empresas nacionais e estrangeiras que consideram o evento uma boa oportunidade de firmar negócios e parcerias que gerem valor para o país”.

Negócios

O diretor-geral da Clarion Events, Sergio Jardim, considera o cenário promissor para o setor. “Receberemos 38 mil visitantes nos quatro dias de evento. Estamos em um novo ciclo político que promete novos investimentos nas forças de defesa e segurança pública. A LAAD reflete este ambiente. Temos expositores de 30 países e mais de 2.500 reuniões oficiais programas entre delegações e expositores”, explicou.

Atual comandante do Exército, Edson Leal Pujol, visita a LAAD
A LAAD Defence & Security recebeu, no primeiro dia de evento, a presença do atual comandante do Exército, general Edson Leal Pujol. Ele passou por vários estandes, como a Avibras, onde cumprimentou autoridades civis e militares e ficou a par das novidades do setor de defesa. A visita do comandante representa a importância que a Força Terrestre dá para a feira. “A LAAD destaca-se como excelente oportunidade e ambiente de negócios perfeito para que todo o ecossistema de defesa interaja”, disse Leal Pujol em mensagem oficial.

Quem também visitou a feira nesta terça-feira (2) foi o ex-comandante do Exército, general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas. No Pavilhão 3, o militar passou pelos estandes da Condor e da Thales, entre outros. Para ele, “um evento como esse, do ponto de vista da defesa, nos coloca no mesmo nível dos principais países”. E completou: “Eu fico muito satisfeito, porque uma das funções da defesa é auxiliar o desenvolvimento de ciência e tecnologia. Então é da maior importância [a LAAD]”.

Entre as prioridades do Exército Brasileiro estão o projeto Astros 2020, defesa cibernética, sistema de vigilância de fronteiras, aviação, defesa antiaérea, projeto Proteger e o blindado Guarani.

Moro apresenta ações práticas de combate ao crime durante Seminário da LAAD
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, proferiu a palestra magna de abertura do VIII Seminário de Segurança da LAAD, que acontece durante a LAAD Defence & Security, a mais importante feira de defesa e segurança da América Latina, que vai até sexta (5), no Riocentro. “Nosso foco no ministério é a criminalidade mais grave com base em três pilares: corrupção, crime organizado e crimes mais violentos. Já apresentamos ao Congresso um Projeto de Lei Anticrime pois entendemos que é necessário um endurecimento com os delitos mais graves”, esclareceu.

Moro ressaltou várias vezes, durante a palestra, que a integração União, Estado e Município será essencial para a diminuição dos índices de criminalidade. ‘A integração é a melhor alternativa para lidar com os poucos recursos financeiros que temos no momento. A saída é criar escritórios integrados envolvendo órgãos como a receita federal, as polícias e órgãos internacionais para ações operacionais e de inteligência. O ministério pretende ser um parceiro dos estados, Distrito Federal e municípios no combate ao crime. É um desafio, mas podemos avançar se agirmos em conjunto”, salientou.

Secretários

O primeiro dia do VIII Seminário de Segurança da LAAD também foi marcado pelo Painel de Secretários de Segurança Pública, que reuniu experiências dos estados da Bahia, São Paulo, Rio Grande do Sul, Ceará e Mato Grosso.

Multiplicidade de soluções para defesa em um só lugar na LAAD
No Pavilhão 4 LAAD Defence & Security estão concentrados os estandes com soluções em armamento e equipamentos de defesa para forças armadas, como veículos blindados, aeronaves, morteiros e outros armamentos pesados. Empresas como as brasileiras Ares, Avibrás, Mac Jee e Quartzo Engenharia de Defesa e a italiana com sede no Brasil Iveco apresentam suas novidades para os próximos anos, entre lançamentos e projetos em desenvolvimento.

Fornecedora do Exército brasileiro, a Iveco trouxe para a LAAD alguns de seus principais veículos. O lançamento é o MUV, veículo utilitário militar 4 x 4 não blindado com múltiplas funcionalidades, que já foi apresentado na Europa e agora chega ao Brasil. Suas principais características são sua capacidade de mobilidade e a flexibilidade de configurações que pode apresentar. “Esse é um projeto que foi desenvolvido pensando em ser adaptado às necessidades de quem encomenda. O que estamos expondo aqui é para transporte de carga, mas também pode ter outras configurações”, explica Kléber Ribas, gerente de pós vendas da linha de defesa da empresa. Outro destaque da Iveco é o LMV, um veículo blindado já fornecido para o Exército brasileiro, projetado para ser usados em ações de paz e de lei e ordem. “Essa é a nossa joia da coroa em veículos”, afirma Alexandre Bernardes, gerente de relações institucionais da companhia.

Foguetes

Outras parceiras das Forças Armadas também apresentam suas novidades na feira. Na Mac Jee, empresa que oferece soluções tecnológicas para o mercado militar, o destaque é o Armadillo TA-2, uma plataforma de lançamento de foguetes 70 mm. “Já havíamos mostrado anteriormente o protótipo. Agora, trouxemos o equipamento funcional”, conta Adriano Fonseca, projetista da companhia. Além da alta capacidade de alcance, de 12 quilômetros, o lançador de foguetes possui um sistema automatizado e elétrico, em um carro rebaixado, o que dificulta a identificação do armamento pelo inimigo. Já no estande da Avibrás é possível ver em exposição os protótipos de diferentes projetos, como o Sistema ASTROS 2020, um míssil tático de cruzeiro, e o MAN-SUP, míssil antinavio de superfície. A companhia está apresentando ainda seu Espaço de Tecnologia e Inovação (EATI), que foi inaugurado no final de 2018 no parque tecnológico da empresa, em São José dos Campos.

Celebrando 50 anos de existência, a Ares escolheu mostrar na LAAD três produtos de seu portfólio. Um deles é a REMAX, Estação de Armas Giroestabilizada Remotamente Controlada, que pela primeira vez está sendo exposta integrada a uma viatura. Trata-se de um armamento que permite o combate noturno, oferece proteção aos integrantes do veículo e possibilita uma letalidade seletiva, devido ao maior controle na detecção do alvo. A Torre Torc 30 no Cascável, resultado de parceria com o Centro Tecnológico do Exército (CTEx), também é apresentada pela primeira vez acoplada a uma plataforma automóvel. Com canhão de 30 mm, a torre conta ainda com uma suíte de observação. O terceiro produto é o morteiro Cardom de 120/81 mm de recuo atenuado. O equipamento já está em uso em outros países, o que traz uma vantagem para sua manutenção. “Temos mais de mil unidades vendidas. Isso é importante para a gestão de obsolescência dos equipamentos, pois significa a oferta de peças de reposição”, explica Marcus Tollendal, diretor geral da empresa.

Já a Quartzo Engenharia de Defesa participa pela primeira vez da LAAD com estande próprio. Com sede no Rio de Janeiro, a empresa traz para a feira algumas de suas parcerias com empresas chinesas de área de segurança. Entre o portfólio da companhia estão os drones de alta tecnologia, que podem ser usados em mapeamento aéreo de locais e também em segurança pública. Alguns dos destaques são os equipamentos antimotim, como luvas que dão choque e um exoesqueleto que protege o corpo do policial contra ataques. “Nosso objetivo é equipar guardas municipais e batalhões de choque com armamento não letal antimotim”, revela Stela Leite, da área comercial da Quartzo.

Homenagem

Durante a tarde, a Sikorsky Aircraft, pertencente ao grupo da americana Lockheed Martin, prestou uma homenagem à Força Aérea Brasileira (FAB), devido à participação da corporação no resgate de vítimas de acidentes aéreos no Brasil. Para a empresa, o uso de seu helicóptero Black Halk (Falcão Negro, em português) foi fundamental para o sucesso da operação. O Brigadeiro Egito, comandante de operação da FAB, foi quem recebeu a homenagem. “É o reconhecimento do profissionalismo dos nossos tripulantes. É motivador que isso venha de uma empresa estrangeira como a Sikorsky”, afirma o brigadeiro.

Thales anuncia aquisição de desenvolvedor de identidade digital da Gemalto
Em coletiva de imprensa realizada durante a LAAD Defence & Security, a Thales anunciou a aquisição do Gemalto – um desenvolvedor de identidade digital e segurança de renome mundial. A tecnologia promete ser líder mundial em segurança de dados e na cadeia de decisões críticas. O foco é a América Latina, aumentando, assim, a presença da empresa na região.

Na ocasião, a vice-presidente global da Thales, Pasquale Sourisse, enfatizou a importância dessa aquisição. “Vamos passar de 600 para 2.500 funcionários no setor na América Latina”, disse. Com isso, serão cinco novas fábricas. Três apenas no Brasil: em São Paulo (sede da Gemalto), em Curitiba (PA) e em Barueri (SP). E mais duas no México.

Líder global Ainda de acordo com a vice-presidente, o propósito principal da Thales com a Gemalto é “ser líder global em segurança digital”. Ela acrescentou também que a Thales vem investindo significativamente em tecnologia. São 80 mil funcionários a nível global, espalhados por mais de seis países, e 19 bilhões de euros em receitas geradas em 2018. “Só em tecnologia digital, investimos desde 2014, 7 bilhões de euros. Estamos nos tornando um laboratório gigante nesse sentido”, finalizou.

Também presente na coletiva, o vice-presidente da Thales para a América Latina, Ruben Lazo, agradeceu a presença de todos e se disse orgulhoso em fazer parte “desde o início como patrocinador da LAAD”. Sobre a Thales no Brasil, Lazo explicou que a empresa atua há 50 anos no país e possui, por exemplo, mais de 2.200 radares instalados em vários aeroportos. E coopera, também, com as três Forças Armadas.

Governo britânico participa da LAAD para reforçar laços com a indústria de defesa brasileira
Durante a LAAD Defence & Security, autoridades do Reino Unido realizaram briefing de imprensa no estande do Ministério Britânico para o Comércio Internacional. O diretor das Américas, Ásia e Pacífico da Organização de Defesa e Segurança, Alexis Hammer, explanou brevemente sobre as negociações que o seu órgão vem tratando e como ele atua. “Damos apoio às exportações britânicas. Possuímos uma rede de funcionários-chave que trabalham em embaixadas. Nós oferecemos apoio direto às parcerias entre países e financiamos até 80% do valor do mercado em alguns casos.”

Segundo Hammer, a América Latina é uma das suas principais áreas de atuação. “Estamos em várias partes do Brasil trabalhando em trocas comerciais. Vendemos, recentemente, o navio Atlântico para a Marinha daqui.” O País adquiriu o porta-helicópteros HMS Ocean, no ano passado, que passou a se chamar PHM Atlântico.

Radares Sobre esse assunto, o comandante da Marinha Real, almirante Martin Connell, acrescentou que é uma alegria ver a bandeira brasileira no HMS Ocean. E disse, ainda, que Reino Unido e Brasil possuem muitas coisas em comum, como por exemplo, os radares utilizados nos navios. “Trabalhamos também com outras nações. Queremos produzir sistemas autônomos para combate às minas. No futuro, isso estará presente em todos os nossos navios de guerra”.

As autoridades enfatizaram, durante o briefing, que o Reino Unido incentiva a transferência de tecnologia e o intercâmbio entre as nações. “Temos regras de exportação, mas os países têm o direito de garantir suas próprias tecnologias”, falou Hammer. E acrescentou: “Espero que a América Latina seja alvo de transferência de tecnologia para o Reino Unido”. Já o comandante da Marinha lembrou que há “todo um espectro de relações entre Brasil e Reino Unido com a Marinha e o Exército”.

Encontro discute, nesta quarta (3), os próximos passos da intervenção federal no Rio e temas polêmicos como a desmilitarização das polícias

Assuntos polêmicos como os impactos da intervenção federal no estado do Rio de Janeiro e a desmilitarização das polícias estão entre os temas que serão discutidos nesta quarta (3), no segundo dia do VIII Seminário de Segurança LAAD. O encontro acontece durante a LAAD Defence & Security, mais importante feira de defesa e segurança da América Latina, que vai até sexta (5), no Riocentro. Destaque, também, para o Painel de Comandantes Gerais e Política Militar, que vai reunir autoridades de importantes estados brasileiros.

O Painel de Estudo de Caso “Intervenção federal no Estado do Rio de Janeiro: quais as lições aprendidas, qual o balanço dos primeiros meses do novo governo e quais os próximos passos?” acontece a partir das 10 horas. Participam do debate o consultor em Segurança Pública, coronel José Vicente da Silva Filho; o diretor do Instituto Meira Mattos (IMM) da Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (Eceme), o coronel do Exército Carlos Eduardo de Franciscis; e o secretário Estadual de Polícia Militar do Rio de Janeiro, coronel PM Rogério Figueiredo de Lacerda.

(Des)militarização das polícias: debate sobre a desmilitarização das PMs x preservação da militarização das PMs e militarização das Polícias Civis é o tema do painel que acontece a partir das 14 horas, com moderação da presidente da Comissão de Direito Penal Militar da OAB- SP, Larissa Torquetto Teixeira. O consultor em Segurança Pública, coronel José Vicente da Silva Filho, e o delegado de Polícia Civil, mestre em Ciências Penais e doutor em Ciência Políticas pela Universidade Federal Fluminense (UFF), Orlando Zaccone, vão discutir o assunto.

Comandantes A partir das 16h30 acontece o Painel de Comandantes Gerais de Polícia Militar. Moderado pelo presidente do Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom), coronel do Corpo de Bombeiros do Estado da Bahia, Francisco Luiz Telles de Macêdo, o encontro vai reunir o coronel PM Rogério Figueiredo de Lacerda, comandante geral da Polícia Militar do Rio de Janeiro; e o coronel PM Marcelo Vieira Salles, comandante geral da Polícia Militar do Estado de São Paulo.

Participam, ainda, o coronel Mário Yukio Ikeda, comandante geral da Brigada Militar do Rio Grande do Sul; coronel PM José Dilson Melo de Souza Júnior, comandante Geral da Polícia Militar do Pará; coronel PM Vanildo Neves de Albuquerque Maranhão Neto, comandante geral da Polícia Militar de Pernambuco; e a coronel PM Sheyla Sampaio, comandante geral Polícia Militar do Distrito Federal

Sobre a LAAD Defence & Security
Mais importante feira de defesa e segurança da América Latina, a LAAD Defence & Security chega em 2019 a sua 12ª edição. Reúne bienalmente no Riocentro, no Rio de Janeiro, empresas brasileiras e internacionais especializadas no fornecimento de soluções para as três Forças Armadas e Forças Policiais. Além de exposição, o evento conta com programa de conteúdo exclusivo como o Seminário de Segurança LAAD. Na última edição, em 2017, o evento reuniu 450 marcas expositoras de 36 países, 37.100 visitantes e 183 delegações oficiais de 81 países.

Sobre a Clarion Events
Por mais de 65 anos, a Clarion Events dedica-se à promoção e organização de feiras de negócios, eventos e congressos. São mais de 200 eventos realizados ao redor do mundo, que reúnem aproximadamente 700 mil pessoas e 12 mil expositores e patrocinadores. Com presença global, a companhia possui 12 escritórios em 9 países diferentes e está no Brasil desde 2008.

Assessoria de Imprensa – LAAD Defence & Security 2019
Conteúdo Empresarial – Comunicação Integrada

11 - 3230-7434 / 13 – 3304.7437 - 3304.7438